A história da Ambulância

25 Julho 2022

Transporte de doentes/feridos
Há evidências de formas de transporte de doentes bastante antigas. O registo antigo mais popular é o de uma carroça baseada em rede construída por volta de 900 DC por povos que habitavam a Grã-Bretanha.

 

Como muitas inovação, a ambulância terá tido origem militar

A palavra ambulância tem origem na palavra latina ambulare, que significa “andar ou mover-se”, sendo que o termo “ambulância” terá sido criado pelos Reis de Espanha, Fernando e Isabel, no final do século XV.

Por volta de 1487, Isabel I, de Espanha, autorizou a construção de carruagens com camas especiais com toldos para transportar soldados feridos para tendas onde estes receberiam os cuidados médicos específicos. Há menções a certos tipos de “ambulâncias” desde os tempos bíblicos mas terá mesmo sido em Espanha que foi inventado o termo.

 

Guerras, Transporte e Assistência, a “Verdadeira” Ambulância
Tivemos que esperar pelo século XVIII, quando os Franceses passaram do simples transporte à assistência de doentes/feridos em viagem.
Se é verdade que podemos encarar que os Espanhóis inventarem, ou pelo menos, designaram o primeiro conceito conhecido hoje de ambulância, os franceses é que a tornaram naquilo que hoje é mais conhecida, por ser um veículo de transporte que pode fornecer assistência médica.

Chegamos então à história mais contada sobre a origem da Ambulância, a de Dominique Jean Larrey, que mais tarde se tornou médico de Napoleão Bonaparte.

Juntamente com o médico-chefe do exército francês, Pierre François Percy, Dominique terá estabelecido uma equipa de motoristas de ambulâncias composta por cirurgiões de campo e carregadores de macas.

Considerado “Pai da Medicina Militar”, Dominique  identificou em 1792 a necessidade de resgatar os soldados feridos durante as grandes guerras com maior rapidez, projetando unidades de transporte de feridos batizadas como “ambulâncias voadoras” (isso porque eram leves e velozes). Esse foi o primeiro serviço de ambulância reconhecidamente moderno que não aumentava os ferimentos, como acontecia nas charretes sem equipamentos que antes eram utilizadas.

Larrey desenvolveu a ambulância em duas formas: a primeira, era um veículo leve coberto de duas rodas com espaço para dois pacientes; a outra forma era um veículo mais pesado, de quatro rodas, capaz de levar duas a quatro pessoas, puxado por quatro cavalos e projetada para andar em terrenos mais acidentados.

Na época, esses veículos transportavam água, comida, ataduras, e outros equipamentos. Foram utilizadas pela primeira vez durante a invasão de Napoleão a Itália, entre 1796 e 1797.

 

 

Ambulâncias civis

Foi apenas no século XIX que tudo mudou. O grande avanço foi feito com a introdução de uma carruagem de transporte para pacientes de cólera em Londres em 1832.  O The Times citava: “O processo curativo começa no instante em que o paciente é colocado na carruagem; economiza-se tempo, o paciente pode ser levado ao hospital tão rapidamente que os hospitais podem ser menos numerosos e localizados a maiores distâncias uns dos outros ”.

 

Avanços até ao dia de hoje

O primeiro serviço de ambulância baseado em hospital conhecido é do  Commercial Hospital, em Cincinnati, (EUA).  Um serviço de ambulâncias para levar os pacientes ao hospital com mais rapidez e conforto, tendo sido iniciado em 1869. Essas ambulâncias transportavam equipamentos médicos, como talas, bomba estomacal, morfina e conhaque , refletindo a medicina contemporânea.

Notícias Relacionadas

Casal de beneméritos doa 12 ambulâncias a corporações de Bombeiros

Ler Mais

Equipamento Auto Ribeiro

Ler Mais
transporte especial ford custom

Transporte Especial – Transporte de passageiros de Mobilidade Reduzida

Ler Mais